OS RISCOS DE MORAR ILEGALMENTE NA EUROPA

Quando você parte para morar ilegalmente na Europa, você automaticamente está abrindo mão de diversos direitos.

Acontece que, ser um imigrante ilegal em qualquer país do mundo, coloca as pessoas à margem da sociedade e em dificuldades, pois estando na situação de residente ilegal, não é possível contar com as autoridades para nada.

Confira abaixo quais direitos você perde ao morar ilegalmente na Europa:

Segurança Social

Estando ilegalmente em qualquer país da Europa, você não terá direito a Segurança Social que é, basicamente, a não contribuição com a previdência social e, por isso, você não tem garantias e nem direitos se ficar doente, engravidar ou se aposentar.

Saúde

Obviamente que se você estiver ilegal, você também não terá direito a ter um registro no sistema nacional de saúde do país europeu onde reside e, com isso, não terá um médico de família.

Educação

O direito ao acesso a educação pública é previsto em lei para as pessoas que vivem legalmente em um país, ou seja, se você morar ilegalmente na Europa não terá esse direito resguardado.

Segurança

Imagine que você vive em um prédio e seu apartamento é assaltado. Se você estiver na condição de ilegal, não poderá pedir ajuda da polícia e das forças de segurança e aqui, novamente, entra o conceito de estar à margem da sociedade e correndo riscos que, sendo um indocumentado, serão corriqueiros.

 

Viagens

Uma das vantagens de se viver na Europa é a proximidade e facilidade de deslocamento entre os países. Por exemplo, é fácil, rápido e barato ir de um país para o outro dentro do continente europeu, ainda mais com as companhias aéreas low cost.

Porém, se você morar ilegalmente na Europa, não poderá fazer viagens e usufruir de um direito básico, o de ir e vir.

Emprego

Depois da grave crise econômica de 2008, encontrar um emprego se tornou mais complicado e houve uma deterioração na qualidade das relações trabalhistas.

Agora, se não é fácil encontrar um emprego estando com todos os documentos em dia, na condição de ilegal as coisas tendem a piorar.

Existem riscos que não compensam, como por exemplo: trabalhar e não receber, trabalho escravo, prostituição, exploração laboral entre outros.

Riscos de morar ilegalmente na Europa

Os riscos associados com a condição de imigrante ilegal não compensam. Tudo bem que existe, por trás daquela ideia de morar fora e viver no exterior, uma glamourização exagerada e que é, no mais dos mais, uma grande ilusão.

Ao morar ilegalmente na Europa você vai se deparar com todo um submundo que envolve a ilegalidade e a marginalidade da lei. Acredite, mas existem pessoas em condições de vida péssimas e que, infelizmente, não podem pedir ajuda por correrem até risco de serem mortas.

Deportação

A deportação, sinceramente, pode ser até o menor dos problemas e vir como uma salvação. A deportação pode ser, inclusive, uma solução para a saída da condição de sofrimento e ilegalidade.

Mas as regras da União Européia para cidadãos estrangeiros deportados são bastante rígidas, e aqui há de se ter um cuidado grandioso, já que as penalidades incluem multas e até suspensão de entrada no continente europeu por alguns anos.

Multa

Dependendo de como a pessoa em situação de ilegalidade seja apreendida, pode haver a aplicação de uma multa. Os valores variam, bem como os dias de aplicação das sanções, e serão estipulados pelo juiz que julgar o caso.

Visto vencido

É muito importante, para os estrangeiros que residem na Europa, manter sempre a atenção em relação aos prazos dos vistos concedidos para que o prazo de validade não seja ultrapassado.

Caso aconteça de ultrapassar e o visto concedido vencer, é necessário entrar em contato com o órgão do país responsável pela emissão de vistos do país europeu onde se encontra, fundamentar e explicar os motivos que fizeram com que o prazo precisasse ser desrespeitado.

Procedimento em Portugal

Em Portugal, o SEF só aceita pedidos de prorrogação de visto se esta for solicitada dentro de 60 dias depois do prazo final, ou seja, depois disso não existe outra possibilidade que não o retorno para o país de origem.

Outros motivos para não morar ilegalmente na Europa

A lista de motivos para não morar ilegalmente na Europa é sem fim. A vida de um imigrante não é fácil e os obstáculos para quem está vivendo de maneira legal já são bastante difíceis de serem superados.

É a saudade da família, é a falta de dinheiro no começo, são as oportunidades de emprego escassas, enfim, não bastasse tudo isso, para alguém que está morando ilegalmente na Europa ainda existe o fato de não ter direito a nada.

Se você pretende  morar fora do Brasil e ter uma experiência de vida no exterior, faça o processo legal de visto e tire da cabeça a ideia de morar ilegalmente na Europa ou em qualquer país do mundo.

O sofrimento causado por este tipo de situação, sinceramente, ninguém merece passar.

Sabemos que os processos para morar fora não são tão fáceis como parece. Mas no fim valerá a pena percorrer o processo legal.

FONTE : EURODICAS

Deixe uma resposta